26 de mar de 2009

Valor nutritivo da alimentação crua


É perfeitamente possível trabalhar e até mesmo executar trabalhos pesados com essa alimentação! É mais fácil trabalhar seguindo essa alimentação do que com a alimentação habitual. E isso se aplica aos trabalhos físicos e aos mentais. A pessoa se sente muito melhor com alimentação crua do que se sentia nos anos anteriores. Entretanto, é necessário que o organismo seja suficientemente forte para aproveitar a alimentação crua. Às vezes, a pessoa chega tarde demais para se beneficiar.

Por que o uso constante da alimentação crua tem um efeito tão salutar sobre as pessoas?

Em primeiro lugar, as frutas e hortaliças cruas são alimentos vivos, que nos oferecem a natureza. Sabemos que toda a vida na Terra depende integralmente do sol. Sem o sol, o mundo seria escuro e gelado, sem qualquer sinal de vida. Logo, força vital é sinônimo de energia solar! No entanto, apenas as plantas, com suas folhas verdes finas, são capazes de assimilar a luz do sol e depositá-la em raízes e tubérculos, frutas e sementes. Nós, homens e animais, somos incapazes de assimilar diretamente a luz do sol na dose necessária. Portanto, precisamos das plantas como intermediários entre nós e o sol.

Alimentos vegetais frescos e crus são alimentos vivos, fonte da energia solar, a fonte da vida! Vegetais frescos e crus possuem o máximo valor nutritivo, que não pode ser melhorado por nenhum meio. Entretanto, reduzimos o valor nutritivo quando a planta morre. Secar, murchar, fermentar e preservar os alimentos reduz o seu valor, da mesma forma que ferver, assar e grelhar. Quando o alimento perde a vida, também perde seu sabor.

Vegetais cozidos não tem sabor próprio, logo, é preciso fazer alguma coisa para melhorar o paladar: misturamos vários alimentos - muito mais do que o suco gástrico consegue tratar - adicionamos sal, açúcar, temperos, gorduras e manteiga. Retiramos o germe e o farelo do trigo para fazer farinha. Polimos o arroz, fazemos açúcar da beterraba e da cana de açúcar; retiramos a casca, as sementes e o miolo de pêras e maçãs. Descascamos as batatas e raspamos as cenouras. Acrescentamos à comida uma quantidade enorme de proteína animal desnaturada proveniente de carne, peixe e ovos cozidos, queijo e leite pasteurizados. Isso é perigoso - o excesso de albumina não deve ser depositado no organismo. O que não é necessário imediatamente, precisa ser removido. A albumina fermenta nos órgãos digestivos, apodrece e produz toxinas.

Retirado do livrinho 'O milagre dos Alimentos Vivos' - Dra.Kirstine Nolfi

Um comentário:

  1. Gostei do que li. Voltarei mais vezes.
    Parabens
    Marcia Almeida

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...