23 de set de 2008

SucoTerapia

por Denise Scótolo

“Faz do teu alimento, o teu medicamento.”
Hipócrates

Com o corre-corre da vida moderna, algumas pessoas têm dificuldade de seguir uma dieta balanceada, alimentando-se principalmente de proteínas animais, produtos industrializados, doces e gorduras. Cheeseburgers, batatas fritas, bolachas, pizzas, maionese, sorvetes e refrigerantes são comuns no cardápio dos que têm uma vida atribulada e repleta de compromissos. O café da manhã apressado, composto por pão francês com margarina e café com leite, tenta ser compensado com algo “saudável”, como um frango grelhado (repleto de hormônios) e uma saladinha (temperada com molhos ricos em gorduras ou conservantes).

Para que o organismo consiga digerir o que normalmente é ingerido, o corpo precisa de uma dose extra de vitaminas e sais minerais. O problema é que esses nutrientes não costumam ser encontrados em quantidades suficientes em alimentos como os apresentados acima. Para termos uma vida mais saudável, com mais energia e disposição, precisamos ingerir alimentos que contenham os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, como os sais minerais, vitaminas e enzimas, que são facilmente encontrados em vegetais crus e frescos.

Dentre muitos dos nutrientes encontrados nos vegetais, podemos destacar o caroteno (substância anti-cancerígena encontrada em vegetais vermelhos e alaranjados), a vitamina C e os bioflavonóides (que reforçam o sistema imunológico e são encontrados em frutas cítricas) e o ácido fólico (necessário para a manutenção dos glóbulos vermelhos do sangue e do sistema nervoso e é encontrado em hortaliças com folhas verde-escuro).

Muitos dos profissionais de saúde e nutrição, assim como os órgãos públicos de saúde, recomendam a ingestão de 4 a 7 porções diárias de vegetais. Outros especialistas afirmam que a dieta diária deveria ser composta por 50 a 75% de vegetais crus. Mas quase ninguém consegue ingerir essa quantidade de frutas e hortaliças cruas diariamente. Imagine-se comendo 5 cenouras, 3 maçãs, 4 talos de aipo, ¼ de brócolis, 2 laranjas, 3 folhas de couve e ½ melão (e tudo cru). Muitas pessoas provavelmente desistiriam na segunda cenoura. A solução para a ingestão dos nutrientes necessários para o nosso metabolismo pode ser encontrada nos sucos. Toda essa quantidade de alimentos propostos poderia ser ingerida em 2 copos de suco!

Na sucoterapia, as fibras dos vegetais crus são separadas de seu sumo. Esse processo aumenta a nossa capacidade de ingestão do suco, além de facilitar e acelerar a absorção dos demais nutrientes pelo organismo e promover rapidamente a assimilação das vitaminas, enzimas e sais minerais.

A sucoterapia combina alimentos que possuem os nutrientes necessários para a prevenção e o reestabelecimento da saúde, da energia e da vitalidade. Cada suco possui características adequadas para cada caso e sua utilização traz benefícios a curto, médio e longo prazos.

O suco é uma maneira fácil, rápida, conveniente e deliciosa (sim, as combinações são deliciosas, até para os que torcem o nariz para os vegetais) de introduzir alimentos nutritivos no dia-a-dia de todas as pessoas.

“A sua condição física de amanhã, depende do que você faz com o seu corpo hoje.”
C. Calbon

Dicas

• Procure utilizar uma centrífuga para fazer seus sucos. Se não tiver uma, faça-os no liquidificador, coando o suco para separá-lo das fibras. Apesar de extremamente importantes para a alimentação e nutrição do corpo, as fibras tornam mais lenta a absorção dos demais nutrientes e aumentam a sensação de saciedade, podendo diminuir a quantidade de ingestão de sucos.
• As enzimas, encontradas apenas em vegetais crus são necessárias para a melhor assimilação dos demais nutrientes, mas são destruídas ao serem cozidas ou fervidas, portanto utilize apenas alimentos crus para preparar os seus sucos.
• Utilize vegetais frescos e em bom estado. Dê preferência aos alimentos orgânicos, pois não contêm agrotóxicos. Se não for possível utilizar vegetais orgânicos, você deve descascá-los, mas lembre-se de que perderá importantes nutrientes encontrados nas cascas de diversos alimentos. Antes do preparo, lave bem os produtos e retire as partes danificadas.
• Antes de preparar os sucos, remova os caroços das frutas, como os do pêssego, ameixa, abacate etc. Com exceção da maçã, você pode utilizar as sementes das frutas para o preparo dos sucos.
• Algumas partes das frutas e das hortaliças possuem substâncias tóxicas se ingeridas em grandes quantidades, como a casca da laranja, as sementes das maçãs, as folhas das cenouras etc. Portanto, remova-as antes de preparar seus sucos.
• Não utilize açúcares, adoçantes, sal, temperos ou qualquer outra substância que não vegetais frescos e crus para o preparo de seus sucos.
• Beba sucos de hortaliças em uma quantidade igual ou maior à de sucos de frutas, evitando o alto consumo dos açúcares presentes nas frutas.
• Caso ache necessário, dilua os sucos em água, nunca em outros líquidos. Os sucos compostos por grandes quantidades de clorofila (folhas verdes) costumam ser ácidos, sendo recomendada a diluição em água, a fim de evitar uma possível irritação na garganta.
• Beba o suco imediatamente após o seu preparo. Após alguns minutos do preparo, o suco vai perdendo o seu valor nutricional.
• Procure sempre um terapeuta, médico ou nutricionista para lhe orientar.

Sugestões de sucos

Contra indigestão:
Sugestão 1: 1 mamão duro e sem casca + 1 fatia fina de raiz de gengibre + 1 pêra
Sugestão 2: 1 kiwi firme e sem casca + 1 maçã verde e sem sementes + 1 cacho pequeno de uvas
Sugestão 3: ¼ de repolho + 2 talos de aipo + 1 talo de brócolis

Contra constipação/prisão de ventre ;
Sugestão 1: 2 maçãs sem sementes + 1 pêra
Sugestão 2: 1 fatia fina de raiz de gengibre + 1 beterraba + ½ maçã sem sementes + 4 cenouras sem folhas
Sugestão 3: 1 punhado de salsa + 4 cenouras sem folhas + 1 dente de alho + 2 talos de aipo

--

Fonte: http://somostodosum.ig.com.br


--

Um comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...